Pesquisar este blog

Carregando...

sábado, 24 de setembro de 2011

O padre Louis-François d'Argentan, capuchinho, e a teologia da prosperidade


"Quanto menos possuímos as criaturas, mais possuímos o Criador; pois a posse de uma coisa e estar a ela apegado é para nós o mesmo nesta vida corrupta. A suprema pobreza das criaturas dá a suprema pureza de coração. Tendamos, portanto, a nos empobrecer o máximo possível de tudo o que não é Deus. Alegremo-nos quando nos tiram as criaturas. Aceitemos com amor essa feliz perda que Deus concede aos amigos  por sua Providência. Os que não O amam, Ele os enche de criaturas, e eles permanecem totalmente vazios de Deus, pois a maior das misérias é ser privado de Deus e do precioso tesouro de Sua graça. Como é a morte eterna da alma perder a vida da glória, seu verdadeiro inferno neste mundo é perder a vida da graça, para viver só a vida da natureza. A riqueza das criaturas e a pobreza de Deus leva-os a essa condição. Ah, como são admiráveis as riquezas da pobreza das criaturas, mas poucos conhecem sua beleza!

"Uma alma realmente pobre só procura e ama a  Deus. Sua única vontade é o bel-prazer dEle, sua única pretensão, Sua pura glória. Nas criaturas, ela só quer a Deus e só a Ele aprecia, quando é ordem dEle não abandoná-las. Jamais se satisfaz tanto a alma como quando nada tem; pois, alegrando-se na pobreza, tudo possui e esse tudo é Deus. É por isso que há tão poucas pessoas interiores, porque não queremos afastar-nos das criaturas que possuímos, sob pretexto de servirmos a Deus. O mais alto serviço que Lhe prestamos é amá-Lo unicamente; e é isto o que não fazemos quando possuímos alguma criatura".

(Pe. Louis-François d'Argentan, capuchinho, ( 1615-1680), Le Chrétien interieur ou la Conformité interieure qui doivent avoir les Chrétiens avec Jésus-Christ, t. 2, 1696, pp 26-27).

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Teoria da Relatividade em xeque



Entrevista com Dr. Antonio Ereditato, físico italiano, chefe do Opera, grupo de cientistas do Cern (Suíça) que realizou a experiência sobre a velocidade dos neutrinos. Os resultados da experiência contradizem, ao que tudo indica, os fundamentos mesmos da teoria da Relatividade.

A experiência consiste em enviar um feixe de neutrinos entre dois laboratórios, um na Suíça e outro na Itália, e em seguida medir a velocidade com que foi feito o trajeto. Segundo a experiência do prof. Ereditato, numa hipotética corrida entre os neutrinos e os fótons de luz, os neutrinos teriam chegado com 20 metros de vantagem.

Como qualquer criança de mais de 5 anos está careca de saber, a teoria da Relatividade restrita de Einstein fundamenta-se inteiramente no axioma de que a velocidade da luz é o limite de toda velocidade. Confirmado o resultado do prof. Ereditato, todo o trabalho de Einstein poderá ser tranquilamente arquivado no almoxarifado das teorias perdidas. Como mais cedo ou mais tarde sói acontecer com todos os resultados da ciência, apesar da infinita arrogância dos cientistas.

Bento XVI defende aproximação com o Islã


Em pronunciamento feito hoje, Bento XVI defendeu a aproximação com o Islã.
Uma boa pedida. A manipulação da opinião pública e os interesses de terceiros têm levado a terríveis males, como o genocídio muçulmano no Iraque, no Afeganistão e na Palestina, perpetrado por "cristãos", e a decorrente resposta equivocada do Islã contra alvos cristãos.
Um diálogo decente pode remediar esse estado de coisa. Sem hipocrisias, manipulação, nem, é claro, beijinhos no Alcorão.

Paradoxo de Assis


Todos os participantes do encontro inter-religioso de Assis são cretenses.

domingo, 18 de setembro de 2011

Lista dos Dogmas católicos XI: A Penitência



Dando sequência à enumeração dos dogmas de fide segundo Ludwig Ott, aqui vai a lista dos dogmas relativos ao sacramento da Penitência, com um apêndice sobre as indulgências.

A Penitência:

1. A Igreja recebeu de Cristo o poder de perdoar os pecados cometidos depois do batismo.
2. Pela absolvição da Igreja, os pecados são verdadeira e diretamente perdoados.
3. O poder que tem a Igreja de perdoar os pecados estende-se a todos os pecados, sem exceção.
4. O exercício do poder de perdoar os pecados é um ato judiciário.
5. O perdão dos pecados que ocorre no tribunal da penitência é um sacramento verdadeiro e propriamente dito, distinto do batismo.
6. A justificação extrassacramental só é produzida pela contrição perfeita se esta estiver unida ao desejo do sacramento.
7. A contrição produzida por motivo de medo é ato moralmente bom e sobrenatural.
8. A confissão sacramental dos pecados é prescrita de direito divino e necessária à salvação.
9. Em virtude de uma ordem divina, estão sujeitos à obrigação da confissão todos os pecados graves, com sua natureza, seu número e as circunstâncias que mudam sua espécie.
10. A confissão dos pecados veniais não é necessária, mas permitida e útil.
11. Deus nem sempre perdoa, ao mesmo tempo que o pecado e a pena eterna, todas as penas temporais devidas ao pecado.
12. O sacerdote tem o direito e o dever de impor obras de satisfação salutares e apropriadas, segundo a natureza dos pecados e a capacidade do penitente.
13. As obras de penitência extrassacramentais, como a prática de exercícios voluntários de penitência e a aceitação paciente das provações enviadas por deus também têm valor satisfatório.
14. A forma do sacramento de penitência consiste nas palavras da absolvição.
15. A absolvição produz, em união com os atos do penitente, a remissão dos pecados.
16. O efeito principal do sacramento de penitência é a reconciliação do pecador com Deus.
17. O sacramento de penitência é necessário à salvação para os que, depois do batismo, cometeram pecado grave.
18. Só os bispos e os padres têm o poder de absolvição.
19. A absolvição dada por diáconos, clérigos inferiores e leigos não pode ser considerada absolvição sacramental.
20. O sacramento da penitência pode ser recebido por todo batizado que, depois do batismo, tiver cometido pecado grave ou venial.

Apêndice: as Indulgências

1. A Igreja tem o poder de conceder indulgências.
2. O uso das indulgências é útil e salutar para os fiéis.

As outras seções dos dogmas de fide neste site são:

sábado, 17 de setembro de 2011

Mestre André de Resende e frei Pedro, porteiro de São Domingos


Trecho do maravilhoso livrinho de Mestre André de Resende (1499-1573), A Santa vida e religiosa conversação de Frei Pedro, porteiro do Mosteiro de São Domingos de Évora. É o capítulo XXI:

Foi no mosteiro de São Domingos de Évora um padre, frei Fernando Amado, que muitos anos no ofício sacerdotal, e máxime em ouvir confissões, tinha servido a Deus e, por derradeiro, sendo já muito velho, entrevou. E, chegando-se o tempo que aprouve ao Senhor, com o seu passamento, se acabar aquela prolongada infirmidade, esteve três dias, ora fazendo termos, ora tornando em si.

Vigiavam e estavam com ele os religiosos, quando uns, quando outros.

O derradeiro dia, acabadas as matinas, o nosso mestre nos levou todos à enfermaria, que éramos então dezoito, todos moços, que nenhum passava de treze anos, e mandou-nos que vigiássemos com o padre e, se víssemos chegar-se a hora, dous de nós lho fôssemos dizer. Frei Pedro se foi pera nós e sentou-se a um cabo, calado. Nós, a coros, estivemos rezando os sete salmos e depois frei Antônio Farcto e eu, que concertávamos ambos bem, começamos a cantar os hinos Ave, Maris Stella e Quem terra pontus, aethera, dizendo nós um verso, e os outros todos, outro. Quando chegamos ao verso Maria, mater gratiae, mater misericordiae, tu nos ab hoste protege et hora mortis suscipe, o padre levantou os braços caídos e bateu as palmas, dizendo:

- Cantai, cantai, cantai!

Alçou frei Pedro os olhos por ver como acordara assim e logo se levantou subitamente e, pregando os olhos no ar, contra o pé do leito, começou a rir e alegrar-se, em estranha maneira, e levantar as mãos juntas, adorando. Nós, atônitos, olhando ora para ele, ora para o padre, que tangia as palmas, disse-nos frei Pedro:

- Levantai-vos, fradinhos, e fazei reverência à Madre de Deus.

Nós, levantando-nos, atentávamos pera onde frei Pedro tinha fixos os olhos, sem de ali os apartar, mas não merecemos ver o que ele via. Dous de nós foram chamar o mestre, o qual tangendo a tábua de espertar e bradando: - Credo! fez os religiosos acudir à enfermaria.

Os moços, que ficamos, todavia repetíamos:

- Maria, mater gratiae!

Nisto, frei Pedro abaixou os olhos e, volto ao padre que agonizava, lhe meteu um crucifixo nas mãos, dizendo:

- Credo, credo, credo, Jesu, Jesu, Jesu!

De maneira que, quando os religiosos chegaram, o padre era passado. E ouvindo o que acontecera, deram todos muitas graças a Deus e à gloriosa Virgem Nossa Senhora, sua madre que houve por bem visitar aquele religioso em seu trânsito e tomar frei Pedro por testemunha desta sua misericórdia. E eu tomo a Deus e a ela por testemunhas desta verdade, assim me ela visite, quando minha alma naquele passo se achar.

(Mestre André de Resende, A Santa vida e religiosa conversação de Frei Pedro, porteiro do Mosteiro de São Domingos de Évora, Rio, Dois Mundos, 1947, pp163-165).

Poucos mas bons ou muitos mas ruins?


Muitos católicos, mas ruins, ou poucos, mas bons?
Velho dilema que sempre reaparece na história da Igreja.
O curioso na alternativa é que a primeira opção, aparentemente menos exigente, pode ser a mais mística, pois daria maior peso ao sacramento em si. Mas este raramente é o caso, como sabemos pela experiência cotidiana.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Festival da Maconha na PUC de São Paulo


O grau de depravação reinante na PUCSP é tamanho, que o reitor se viu obrigado a suspender as aulas e fechar o campus para evitar a realização de um encontro de mais de 6 mil maconheiros, programado para hoje à noite. Ele também prestou queixa na delegacia contra os organizadores.

Um dos fatores que levaram à adoção da medida  foi uma interpelação do Ministério Público. Houve também uma queixa da Prefeitura contra o barulho causado pelas frequentes festas regadas a álcool  e drogas que acontecem no campus daquela santa instituição.

Como já é notório, a degradação provocada na Igreja pela Grande Avacalhação pós-conciliar já ultrapassou em várias áreas o limiar do crime.

Se o amor de Cristo não é suficiente para que certo nível de decência seja mantido em instituições cujo fim último seria a pregação do Evangelho, talvez o medo da cana faça o papel que lhe cabe na repressão da criminalidade.

Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vídeo instrutivo ensina como os padres não devem ser



Muita coisa na Igreja de hoje vem sendo mal-interpretada, mas, quando vista sob o ângulo correto, serve para edificação e instrução do cristão.

É o caso da música litúrgica de gafieira dos padres Huguinho, Fabinho e Zezinho, cuja audição pode servir de excelente instrumento de penitência e mortificação espiritual.

É também o caso da entrevista acima. Nela, o espectador pode ver in a nutshell tudo o que um bom padre NÃO deve ser nem fazer nem dizer. Esse vídeo, cheio de frescor, deveria ser matéria obrigatória nos seminários, como uma espécie de súmula dos erros a evitar na formação sacerdotal e das aberrações  provocadas pelo famoso "espírito" pós-conciliar, também chamado de Grande Avacalhação pós-conciliar.

Poder-se-ia argumentar que o vídeo é caricatural demais, que as aberrações nele mostradas são exageradas demais. Tal objeção, porém, não se sustenta. Trata-se evidentemente de um recurso pedagógico, para deixar bem claro o total absurdo da situação e a absoluta necessidade de se procurar evitar por todos os meios a formação de sacerdotes caricatos como o mostrado no vídeo.

A evitar com especial atenção o modo subserviente como o padre rasteja ante o porta-voz da anti-Igreja, sempre pronto a expor ao ridículo verdades de Fé cuja revelação custou a morte na Cruz do Filho de Deus.

Vídeo de grande valor heurístico. Recomendamos com ênfase.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Superior da FSSPX de Dom Lefebvre encontra-se com o Cardeal Levada


Ocorreu hoje no Vaticano uma reunião entre Dom Fellay, superior da FSSPX, e o cardeal Dom William Levada, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Segundo consta, foi entregue a Dom Fellay um documento ainda confidencial sob o título de "Preâmbulo Doutrinal", onde ao que parece são propostas diretrizes básicas para uma plena comunhão entre Roma e a FSSPX.
Todos sabemos quão escandaloso foi o tratamento a que foi submetida a Fraternidade sob Paulo VI e JP2, e quão importante a postura por ela adotada.de resistência à avacalhação geral da Fé, reinante ontem mais do que hoje em amplos setores da Igreja. Nas trevas em que vivemos, a Igreja precisa da Fraternidade para enfrentar os enormes desafios de nossos tempos.
Oremos a Deus para que possam chegar a bom termo essas negociações e que da unidade recuperada possa nascer uma mais rica interpretação da Doutrina católica.
Ler a entrevista de Dom Fellay para Dici aqui.

Bento XVI em Assis 2011



Bento XVI convocou um novo encontro inter-religioso a ser realizado em Assis ainda este ano.

Todos conhecem o grande escândalo que foi o primeiro encontro de Assis em 1986, convocado por JP2. Entre outras pérolas, foi colocada num altar de igreja, para fins de culto, uma imagem de Buda, sobre as relíquias de São Vitorino, mártir da fé.

Graças a Deus, Bento XVI não é JP2 e, portanto, temos certeza de que tais enormidades não se repetirão. No entanto, permanece a dúvida sobre a validade, a legitimidade e a utilidade desse tipo de encontro.

Em seu livro Fé, verdade e tolerância, o mesmo Bento XVI  tece considerações sobre os perigos desse tipo de encontro:

"Tal processo leva quase forçosamente a falsas interpretações, à indiferença ante o conteúdo do que se crê e não se crê e, com isso, à dissolução da fé real. Por isso, tais processos têm de ser excepcionais e, sobretudo, é da maior importância esclarecer cuidadosamente o que acontece e o que não acontece nesse caso." (p. 101 da tradução brasileira, da Ramon Lull, grifo meu).

Ora, num mundo em que a grande mídia está em sua totalidade nas mãos de seitas anticristãs e sobretudo anticatólicas, cuja raison d'être é justamente deturpar a mensagem do Verbo encarnado, como arriscar-se a algo que justamente depende de uma explicação clara para não ser desvirtuado?  Não é preciso esperar para saber que a mensagem do encontro de Assis será interpretada pela mídia como mais um gesto no sentido maçônico de que todas as religiões têm o mesmo valor, qual seja, nulo.

Não resta dúvida de que por trás de iniciativas como essa ainda pesa a catastrófica herança de JP2, que estabeleceu uma rede de declaraçõezinhas, papeizinhos e compromissos com todas as seitas possíveis e imagináveis do planeta. Tal emaranhado não pode ser desfeito do dia para a noite. . Com a bagunça instaurada e legada por JP2 - bagunça que ameaça até mesmo levar Bento XVI ao banco dos réus por crime - , não seria justo esperar que tudo fique em ordem antes de pelo menos um século.

Mãe estrangula filho recém-nascido e é absolvida no Canadá

Katrina Effert pega um bronze
na piscina da loja após ser absolvida


É o que noticia o site espanhol InfoCatólica. Aqui vai a tradução da notícia:
"Uma juíza de Alberta pôs em liberdade uma mulher que estrangulara o próprio filho recém-nascido, afirmando que a ausência de lei contra o aborto no Canadá demonstra que os canadenses `simpatizam´ com a mãe. Isto significa que a mãe não será presa por matar o próprio filho. Provavelmente, porém, terá de cumprir entre 10 e 16 dias de prisão por ter jogado o cadáver no jardim do vizinho. Na sentença, a juíza assegura que embora os canadenses sintam pena das crianças assassinadas ao nascer, também sentem dó das mães."
Mais informações podem ser lidas aqui, em inglês.
Que país de legislação sem preconceitos! Que bom que o Canadá conseguiu se livrar dessa babaquice cristã de querer proteger a vida de criancinhas indefesas, dentro OU FORA do útero! Lá, você pode matar à vontade os bebês, como, quando e onde quiser, e depois pode comer, triturar, jogar na privada o corpo. Mas uma coisa você não pode: jogar o cadáver no jardim do vizinho. Isso nunca! Isso não é comportamento civilizado!
Taí algo que vai deixar as nossas feministas tupiniquins babando! Estrangular o filho recém-nascido, jogar o cadáver no jardim do vizinho e depois sair para a balada com a juíza! Quem sabe assim daqui a 9 meses as duas vão ter motivos para repetir a comemoração! Isso é que é vencer o preconceito! Isso é que é avanço! Mas ninguém perde por esperar! Com Sérgio Cabral, Marta e Dilma na cabeça, logo logo chegamos lá! Acabando com essa lei atrasada contra o aborto, os juízes brasileiros também vão poder "simpatizar" com as mães assassinas! Estará aberta a temporada de caça aos recém-nascidos! Que da hora!


Falando sério: fato é que enquanto não ler preto no branco nos jornais que essa decisão foi anulada e que a tenebrosa juíza foi presa sem fiança por crime hediondo, este vosso servo vai boicotar tudo o que se refere ao Canadá, em qualquer setor e área de atividade. E recomendo vivamente a todos que me lerem que façam o mesmo.


Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

domingo, 11 de setembro de 2011

11 de setembro: Dez anos de fraude

Lá se vão 10 anos desde que as famosas duas torres foram derrubadas pelo choque de dois aviões- e de quebra um terceiro prédio, menos notória, o WTC 7, que caiu sozinho, sem que nem um aviãozinho de papel o tocasse. Os 10 piores anos da história da humanidade, em que a sordidez, a mentira e a abominação imperam de tal maneira sobre o planeta, que fazem Sodoma e Gomorra parecer um acampamento de escoteiros.


Com todas as investigações bloqueadas pelo governo americano e uma mesma versão martelada dia após dia para dentro dos cérebros das massas bestializadas pela máquina de mentira da grande mídia, uma única certeza permanece: o que aconteceu aquele dia NÃO foi o que a história oficial conta.


Entre as provas de que as notícias não colam:





1) A locutora da BBC inglesa Jane Standley dá às 16;54h, em primeira mão, a notícia do desabamento do WTC 7, ANTES que o mesmo acontecesse, às 17:20h. A "profética" notícia é dada tendo como fundo uma vista de NY em que se destaca claramente a silhueta ainda incólume do enorme edifício de 47 andares.
Esta é a mais espetacular demonstração do cinismo e da hipocrisia com que a grande mídia desempenha a sua função de desinformar a população do planeta sobre o que está realmente acontecendo.
Não foi fornecida ainda nenhuma explicação pelos defensores da fraude oficial.





2) O depoimento do general americano Albert Stubblebine, ex-chefe de todos os serviços de inteligência das Forças Armadas americanas e especialista em análise de imagens. Ele afirma categoricamente pela análise das fotos que o que atingiu o Pentágono no 11 de setembro de 2011 NÃO foi um avião.





3) As duas torres gêmeas, joias da engenharia americana, foram construídas com um núcleo de aço projetado e fabricado para resistir a um ataque atômico, portanto a forças muito superiores às do impacto de um avião de carreira. Tal impacto não poderia tê-lo afetado, e muito menos feito que as duas torres se esboroassem  como em queda livre, sem encontrar resistência nenhuma. Segundo o engenheiro elétrico chefe do WTC, Richard Humenn, (nada mais, nada menos) o único jeito de destruir o núcleo das colunas seria plantar bombas internamente nos poços dos elevadores, numa implosão controlada.





4) O desmoronamento do enorme WTC 7, pouquíssimo noticiado pela máquina de mentir da grande imprensa a serviço das máfias reinantes. Se o impacto dos aviões ainda poderiam parecer uma causa plausível para os desmoronamentos, o mesmo não acontece com o WTC 7, que desmoronou absolutamente sozinho, numa implosão anunciada por seu dono Larry Silverstein horas antes.


O que foi que aconteceu então? Um inside job promovidos pelos que tinham interesse numa guerra frontal entre os EUA e certos países muçulmanos? Interesses no petróleo? A indústria de armas? Tudo isso junto? Quem sabe mais o quê?
Ou seja, a única certeza é que a máquina de mentir continua mentindo a todo vapor.


O que, aliás, explica as esquisitíssimas circunstâncias da morte do suposto mandante do atentado, Osama Bin Laden: queima de arquivo.


Para mais informações sobre a fraude, aqui vão alguns websites que merecem uma visita


http://www.cooperativeresearch.org/
http://www.globalresearch.ca/
http://www.911research.wtc7.net/
http://www.ae911truth.org/
http://www.stj911.org/
http://www.pilotsfor911truth.org/
http://www.prisonplanet.com/
http://www.whatreallyhappened.com/
http://www.911blogger.com/
http://www.loosechange911.com/
http://www.911revisited.com/
http://www.nineeleven.co.uk/
http://www.wtc7.net/
http://www.journalof911studies.com/
http://www.patriotsquestion911.com/
http://www.wearechange.org
http://www.questionsquestions.net
http://www.911disinformation.com/



Senhor, tende piedade das 3 mil vítimas inocentes diretas dos atentados no WTC e dos milhões de vítimas indiretas no Iraque, no Afeganistão e em outras partes do mundo, inclusive 45 mil soldados americanos vítimas da fraude.
Kyrie eleison, Christe eleison, Kyrie eleison.

sábado, 10 de setembro de 2011

Católico, Graças a Deus


Quando vejo o estado abjeto a que chegou o mundo de hoje, e sei que tudo isso é fruto de uma negação sistemática de tudo o que o Verbo nos transmitiu por sua Igreja, não posso deixar de dar infinitas GRAÇAS A DEUS por ser católico.

sábado, 3 de setembro de 2011

Cruz, espelho admirável


Assim como os vaidosos e mundanos, obcecados com a paixão de agradar, estão sempre diante do espelho, para consultá-lo, para observar as manchas no rosto, para apagá-las, ou os defeitos no traje, para repará-los; assim os que sentem vivamente o desejo de agradar a Deus devem voltar com frequência o olhar para o crucifixo, como para um espelho admirável, que lhes mostrará e lhes censurará seus defeitos e ao mesmo tempo lhes inspirará o desejo de corrigi-los. Esse corpo todo coberto de chagas lhes mostrará e ao mesmo tempo lhes censurará a preguiça, a sensualidade e o apego excessivo ao prazer. Os opróbrios e as ignomínias desse estado de aniquilamento a que o Salvador foi reduzido mostrar-lhes-ão e lhes censurarão os desregramentos do orgulho, da ambição e do apego às grandezas, às honras e à estima dos homens. Essa espantosa pobreza, essa nudez tão vergonhosa de um Deus sobre a cruz mostrar-lhes-á e lhes censurará o desregramento da avareza e desse apego excessivo aos bens da terra e às comodidades da vida. A paciência heróica demonstrada por Jesus Cristo em tão cruéis tormentos mostrar-lhes-á e lhes censurará o desregramento da delicadeza e da sensibilidade aos mínimos males. A facilidade por Ele demonstrada em perdoar aos inimigos e aos carrascos as mais atrozes injúrias, em desculpá-los pelo crime e em rezar e até morrer por eles mostrar-lhes-á e ao mesmo tempo lhes censurará as animosidades venenosas e a dificuldade em perdoar as mais ligeiras injúrias, muitas vezes até imaginárias. Eis os efeitos benéficos que produzirá a visão desse admirável espelho, Jesus crucificado, se o consultarmos com frequência, se tivermos sempre os olhos a ele voltados.
(Pe. François Nepveu,  L'Esprit du Christianisme, 1700)