Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Oração a Deus Eterno

A Cruz de Cristo:
a eternidade pregada ao tempo

Eu vos adoro, Deus imortal, instalado no Trono de vossa eternidade gloriosa; sois o princípio, a medida, o fim de tudo; sois anterior e posterior a tudo; destes o ser e a vida a todos os seres, éreis antes deles, existireis depois deles. Do alto desse Trono eterno vedes correr sob vossos pés o rio das coisas humanas, e as revoluções imensas dos dias, dos anos e dos séculos que, como impetuosa torrente, se dirigem para essa eternidade imutável e para sempre subsistente, e nela se perdem.

Deus grande! Lembrai-me sempre dessa eternidade; fazei que ela esteja sempre presente aos meus olhos, sempre gravada em meu coração; que salutares efeitos não produzirá ela? À luz dessa chama celeste, conhecerei o nada das coisas humanas, desapegar-me-ei dos bens deste mundo, suspirarei pelos bens supremos, os únicos verdadeiros; o pensamento vívido dessa eternidade será tudo para mim, animará meu cansaço, dominará meu orgulho, sufocará meus ressentimentos, reprimirá todas as paixões do meu coração, acalmará todas as vagas deste mar agitado. Nas dúvidas, ela será minha força; nas tentações, será meu amparo, meu porto seguro nos perigos, meu sólido consolo nas dores; será a alma de todos os meus atos e a regra de toda a minha vida.

Amém.

(R.P. Barthélémy Baudrand SJ (1701-1781), traduit par Yours Truly)

Nenhum comentário:

Postar um comentário